ANTES DO ADEUS: Capitão América Dirige e Estrela Filme Interessante na Noite de Nova Iorque

ANTES DO ADEUS (BEFORE WE GO), de Chris Evans é uma surpreendente estréia do ator que encarna o Capitão América nos filmes da série OS VINGADORES, atrás das câmeras. Ou seja, ela é o principal nome do filme atrás e na frente das câmeras. O filme está disponível no Amazon Prime Video.

Evans vive o jovem músico Nick, um trompetista que veio a Nova Iorque com dois propósitos: resolver uma pendência afetiva de seis anos com o amor de sua vida (a interessante Hannah, vivida pela atriz Emma Fitzpatrick de A REDE SOCIAL) e fazer uma audição em uma banda de Jazz da Big Apple, seu sonho desde que deixou o curso de medicina para trás.

Enquanto hesitante toca seu trompete na Grand Central Station (que ganha ares de um personagem central da trama pelo uso que Evans faz de suas belíssimas imagens), encontra uma desconhecida em situação desesperadora. A marchand de arte Brooke Decker (feita pela atriz inglesa Alice Eve, de PUNHOS DE FERRO) foi assaltada, está sem documentos, telefone, dinheiro ou cartões de crédito e acaba de perder o último trem para sua casa em Boston, onde deixou uma carta de rompimento com o marido infiel que está voltando de viagem.

O encontro casual dos dois vai gerar uma noite de caminhadas, discussões, solidariedade, afeto e muitos problemas em Nova Iorque, a cidade que nunca dorme e posa para as câmeras noturnas com uma beleza indescritível. Os dois estranhos iniciam uma relação cujo destino prende a atenção do espectador como cola.

A multiplicidade e a variedade de locais, pessoas e situações que os dois se vêem à frente nesta noite é a grande sacada do filme que em nenhum momento se torna remotamente monótono. As críticas, em sua maioria, reconheceram os méritos do filme “pequeno e intimista” de Evans, embora tenham repelido a grande quantidade de coincidências do roteiro para sustentar a história. Concordo parcialmente.

Chris Evans revela uma maturidade inesperada para um diretor estreante, evitando as armadilhas piegas do roteiro com maestria. Consegue, inclusive, colocar algumas situações de humor (excelente) na jornada dos dois jovens emcionalmente destroçados, que não apenas quebram a dramaticidade da história, como servem para tornar o filme mais agradável.

Certamente ANTES DO ADEUS não chega ao nível de outros filmes mais empenhados (de onde tirou inspiração), como os já clássicos como a trilogia com Ethan Hawke e Julie Delphy (ANTES DO AMANHECER, ANTES DO POR-DO-SOL e ANTES DA MEIA-NOITE) e BRILHO ETERNO DE UMA MENTE SEM LEMBRANÇAS, ou ainda do excelente filme de Martin Scorsese DEPOIS DE HORAS, mas consegue ser um entretenimento de qualidade para quem se dispuse a acompanhar dois jovens perambulando pela noite novaiorquina enquanto filosofam sobre a vida.

BEFORE WE GO, by Chris Evans is a very good debut by the actor who plays Captain America in the films of the Avengers series behind the cameras. That is, he is the main name of the film behind and in front of the cameras. The movie is available on Amazon Prime Video.

Evans lives the young musician Nick, a trumpeter who came to New York for two purposes: resolving a six-year-old affective pendency with the love of his life (the interesting Hannah, played by actress Emma Fitzpatrick of THE SOCIAL NETWORK) and audition in a Big Apple Jazz band, his dream since he left medical school behind.

As he hesitates playing his trumpet at Grand Central Station (which is a central character in the plot because of Evans’s use of its beautiful images), he meets an unknown woman in a desperate situation. Art dealer Brooke Decker has been robbed, has no documents, phone, money or credit cards and has just missed the last train to her home in Boston, where she left a letter of breaking up with the unfaithful husband who is returning from traveling. She is Alice Eve, the Brittish actress from IRON FIST.

The chance encounter of the two will generate a night of walks, discussions, sympathy, affection and many problems in New York, the city that never sleeps and poses for the night cameras with an indescribable beauty. The two strangers begin a relationship whose fate grips the viewer’s attention as glue.

The multiplicity and variety of places, people and situations that the two see ahead this evening is the grand merit of the film that at no time becomes remotely monotonous. Critics, for the most part, recognized the merits of Evans’s “small and intimate” film, though they have repelled the myriad of coincidences from the script to support the story. I partially agree.

Chris Evans reveals an unexpected maturity for a rookie director, avoiding the script’s tricky pitfalls. He can even put some humorous situations (excellent) in the journey of the two emotionally devastated young people, who not only break the drama of the story, but also serve to make the film more enjoyable.

Certainly BEFORE WE GO does not reach the level of other films more committed (from where it took inspiration), like the already classic ones like the trilogy with Etahn Hawke and Julie Delphy (BEFORE SUNRISE, BEFORE SUNSET and BEFORE MIDNIGHT) And the ETERNAL SUNSHINE OF THE SPOTLESS MIND, or the excellence of the cult movie from Martin Scorsese AFTER HOURS, but it manages to be a quality entertainment for those who were willing to accompany two young people wandering around New York as they philosophize about life.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s