O MAGNÍFICO: Comédia Francesa Tinha Jacqueline Bisset no Auge da Beleza

Uma das coisas que mais gosto de fazer é rever filmes. Sempre há uma informação nova e me parece excelente ver se o filme resistiu à passagem dos anos, melhorou desde o seu lançamento ou sucumbiu ao cruel e inexorável tempo.

Um dos filmes que revi depois de muitos anos foi O MAGNÍFICO, comédia francesa de Phillipe de Broca, estrelada por Jean Paul Belmondo e uma deslumbrante Jacqueline Bisset, talvez no auge de sua beleza.

O MAGNÍFICO conta a história de um escritor de pulp fiction, livros de bolso, narrando as aventuras do super espião Bob Sinclair, uma espécie de 007 francês que corre o mundo perseguindo o vilão Karpov, um megalomaníaco que quer conquistar o mundo, enquanto vive uma paixão irresistível com a belíssima Tatiana.

O escritor François Merlin, pobre e oprimido pelo ambicioso editor Charron é apaixonado pela estudante de sociologia vizinha de andar, Christine, com quem tenta se aproximar sem sucesso.

O filme de De Broca, lá pelas tantas, mistura a ação dos dois planos, quando Merlin, na iminência de perder Christine para seu chefe milionário, resolve demolir os seus personagens fictícios, St. Clair e Tatiana.

Claro que O MAGNÍFICO, apesar de Jacqueline Bisset e das paisagens deslumbrantes de Puerto Vallarta, jamais se alçou a ser um grande filme. Mas desde que o vi pela primeira vez, acho a parte cômica divertida e a parte séria bem interessante.

Típico filme do humor francês da década de 70, O MAGNÍFICO merece ser visto por quem o desconhece e revisto por quem, já naquela época, viveu as aventuras de Bob St. Clair.

One of my favorite things to do is seeing again movies. There is always new information and it seems to me excellent to see if the film has withstood the years, improved since its release or succumbed to the cruel and inexorable time.

I reviewed after many years LE MAGNIFIQUE, by Phillipe de Broca, a French comedy starring Jean Paul Belmondo and a stunning Jacqueline Bisset, perhaps at the height of her beauty.

LE MAGNIFIQUE tells the story of a pulp fiction writer, that made his career narrating the adventures of super spy Bob Sinclair, a French 007 who crosses the world chasing Karpov, a megalomaniac villain who wants to conquer the world; Bob St. Clair lives an irresistible passion with the beautiful Tatiana.

Writer François Merlin, poor and oppressed by ambitious editor Charron, is in love with neighboring sociology student Christine, whom he tries to approach unsuccessfully.

De Broca’s movie blends the action of both planes as Merlin, on the verge of losing Christine to her millionaire boss, decides to demolish her fictional characters, St. Clair and Tatiana.


Of course LE MAGNIFIQUE, despite Jacqueline Bisset and the breathtaking landscapes of Puerto Vallarta, has never risen to be a great movie. But since I first saw him, I find the comic part fun and the serious part very interesting.

A typical 70s French humor movie, LE MAGNIFIQUE deserves to be seen by those who are unaware of it and reviewed by those who already lived the adventures of Bob St. Clair back then.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.