Liv Ulmann, 81 Anos: Aquela Cena no Piano em SONATA DE OUTONO

Liv Johann Ulmann, atriz e cineasta norueguesa (que também tem a nacionalidade japonesa por nasceu em Tóquio, onde seus pais estavam trabalhando) faz 81 anos hoje.

Vencedora de 51 Prêmios Internacionais de interpretação, ela teve sua carreira de atriz elevada ao Olimpo quando se tornou a musa do cineasta sueco Ingmar Bergman, com que fez 10 filmes e viveu um grande amor.

Entre os filmes do cineasta em que Liv Ulmann atuou está SONATA DE OUTONO (1978), onde contracenou com a também icônica Ingrid Bergman. As duas viviam mãe e filha, ambas pianistas clássicas.

Diz uma história do meio do cinema que na clássica cena em que a filha nervosa toca o Prelúdio no. 2 de Chopin para a mãe, de forma pouco inspirada e sem alma, ao que se segue que a mãe carinhosamente senta a seu lado no piano e executa a mesma obra, explicando como se deve tocar Chopin, o gênio Ingmar Bergman teria usado na trilha sonora do filme a mesma gravação, extraindo a sensação de grande diferença entre as duas apenas das expressões das atrizes.

Não sei se é verdade ou não, mas é uma grande história do cinema, com gênios como Ingmar Begman, Ingrid Bergman e Liv Ulmann.

Liv Johann Ulmann, Norwegian actress and filmmaker (who also has Japanese nationality once she born in Tokyo, where her parents were working) is 81 years old today.

Winner of 51 International Acting Awards, she had her acting career raised to Olympus when she became the muse of Swedish filmmaker Ingmar Bergman, with which she made 10 films and lived a great love.

Among the films of the filmmaker Liv Ulmann starred in is AUTUMN SONATA (1978), where she starred opposite to iconic Ingrid Bergman. They lived mother and daughter, both classical pianists.

A legend of the cinema says that in the classic scene in which the nervous daughter plays the Prelude no. 2 from Chopin to his mother, uninspired and soulless, and in sequence the mother lovingly sits beside her on the piano and performs the same work, explaining how to play Chopin, the genius Ingmar Bergman would have used on the score. soundtrack the same recording, extracting the feeling of great difference between the two only of the expressions of the actresses.

I don’t know if it’s true or not, but it’s a great movie story, with geniuses like Ingmar Begman, Ingrid Bergman, and Liv Ulmann.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.