FESTIM DIABÓLICO: Hitchcock Fez o Filme que Supostamente não Tem Cortes. E 1917, de Sam Mendes? Os principais Planos-Sequência do Cinema

Em 1948, Alfred Hitchcock fez o filme FESTIM DIABÓLICO (ROPE), onde mostrava a história de dois homens que tentavam provar ser possível o crime perfeito em uma festa em seu apartamento. Como as latas de filme na época tinham 11 minutos, o Mestre em realidade rodou 11 planos em sequência, cortando sempre em uma cena escura (normalmente nas costas de um dos protagonistas). A sensação em que o tempo da narrativa era exatamente igual à do espectador criava um senso de timing único.

Os irmãos Lumiere normalmente rodavam seus filmes em um único plano. Os historiadores mencionam que o filme AURORA, de F.W.Murnau tem o primeiro plano sequência conhecido (um travelling em tempo real), embora naquela época o conceito ainda não existisse. NINOTCHKA, de Ernst Lubitsch (com Melvyn Douglas e Greta Garbo) tem uma sequencia em tempo normal em que o conde tenta fazer a protagonista rir de várias piadas.

Como o filme 1917, de Sam Mendes – forte concorrente ao Oscar 2020 – invoca ter sido filmado em uma única sequência, o tema do “plano sequência” voltou à ordem do dia.

Há muitos filmes em que o cineasta se utiliza deste recurso. O ILUMINADO, de Stanley Kubric (o menino Danny Torrance andando de triciclo pelos corredores do hotel assombrado), BOOGIE NIGHTS, de Paul Thomas Anderson (a sequencia da boate), KILL BILL, de Quentin Tarantino (Kiddo lutando contra os Crazy 88), ORGULHO E PRECONCEITO, de Joe Wright (a dança de Keira Knightley e Matthew McFayden) e a cena do estádio do Racing em O SEGREDO DOS SEUS OLHOS, de Juan José Campanella (3 meses de planejamento, três dias de filmagens e 9 meses de pós-produção).

O filme BIRDMAN, de Alejandro Gonzalez (ganhador do Oscar) supostamente foi filmado em apenas um longuíssimo plano sequencia. Não foi, mas a técnica de filmagem, câmera e iluminação encomendada ao fotógrafo Emmanuel Lubezki simula uma tomada ininterrupta.

Um recurso que bem utilizado envolve muito o espectador, o plano sequencia vai ser um dos personagens deste ano, graças ao talento invulgar do cineasta Sam Mendes.

In 1948, Alfred Hitchcock made the film ROPE, where he showed the story of two men who tried to prove the perfect crime possible at a party in an apartment. As the film cans at the time were 11 minutes long, the Master actually ran 11 shots in a row, always cutting in a dark scene (usually on the back of one of the protagonists). The feeling that the time of the narrative was exactly the same as that of the viewer created a unique sense of timing.

The Lumiere Brothers usually shot their films in a single shot. Historians mention that F.W.Murnau’s AURORA has the first known sequence shot (real-time tracking), although at that time the concept did not yet exist. Ernst Lubitsch’s NINOTCHKA (with Melvyn Douglas and Greta Garbo) has a normal-time sequence in which the Count tries to make the protagonist laugh at several jokes.

As Sam Mendes’ 1917 film – a strong contender for Oscar 2020 – claims to have been shot in a single sequence, the theme of the “sequence plan” has returned to the agenda.

There are many films in which the filmmaker uses this resource. THE SHINNING, by Stanley Kubric (the boy Danny Torrance riding a tricycle through the halls of the haunted hotel), BOOGIE NIGHTS, by Paul Thomas Anderson (the nightclub sequence), KILL BILL, by Quentin Tarantino (Kiddo fighting the Crazy 88), PRIDE AND PREJUDICE, by Joe Wright (the dance of Keira Knightley and Matthew McFayden) and the Racing stadium scene in THE SECRET OF YOUR EYES, by Juan José Campanella (3 months of planning, three days of filming and 9 months of post -production).

The film BIRDMAN, by Alejandro Iñarritu (Oscar winner) was supposedly shot in just a very long shot. It wasn’t, but the shooting, camera and lighting technique commissioned by photographer Emmanuel Lubezki simulates an uninterrupted shot.

This kind of filming is very resourceful. It will be one of the subjects of 2020, due to the outstanding talent of filmmaker Sam Mendes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.