LOST GIRLS: OS CRIMES DE LONG ISLAND – Netflix Traz Sucesso do Sundance 2020 Contando a Busca Por Justiça de uma Mãe Americana

A NETFLIX está lançando um dos filmes que fez maior sucesso no Sundance Festival deste ano de 2020: LOST GIRLS: OS CRIMES DE LONG ISLAND, dirigido pela cineasta, produtora, roteirista Liz Garbus fez a partir de uma história real de uma mãe que teve a filha desaparecida em Long Island e, não se conformando com a inércia das autoridades policiais, provocou uma investigação que levou à descoberta de 12 cadáveres de prostitutas.

Mari Gilbert (impressionante trabalho de uma propositalmente “enfeiada” Amy Ryan) não descansa enquanto não consegue descobrir o paradeiro da filha desaparecida e expor a barbárie dos crimes cometidos por um membro de um condomínio fechado de Long Island que assassinou 12 prostitutas durante um período de 20 anos. A identidade do criminoso é até hoje desconhecida, mas ele ficou conhecido como o Long Island Serial Killer (LISK). Amy Ryan é uma ótima atriz que foi indicada ao Oscar por seu trabalho em GONE BABY GONE, de Ben Affleck). aqui faz um trabalho de uma força impressionante.

Outra presença soberba no elenco é o sempre ótimo Gabriel Byrne, ator irlandês de THE USUAL SUSPECTS, ganhador do Globo de Ouro por seu trabalho na série da HBO IN TREATMENT. Ele vive o Policial Richard Dormer, às vésperas da aposentadoria e dividido entre o conformismo e a inércia de seus colegas e o fascínio pela indignação daquela mãe deseperada.

Completam o elenco a neo-zelandesa Thomasin McKenzie (JOJO RABBIT), a inglesa Lola Kirke, a novaiorquina Oona Laurence, Dean Winters e reed Birney.

Como é usual nos filmes baseados em fatos reais, LOST GIRLS é comovente ao mostrar como a obssessão de uma mãe (sem qualquer condição pessoal e/ou econômica) se opôs a todas as forças que impunham o acobertamento dos fatos, conseguindo expor uma série de crimes bárbaros que permaneceriam desconhecidos apenas por terem como vítimas meninas pobres e trabalhadoras do sexo.

Justificadamente elogiado no Sundance, LOST GRILS merece muito ser visto pelo espectador interessado em conhecer um impressionante episódio da história criminal americana.

NETFLIX is releasing one of the most successful films at this year’s 2020 Sundance Festival: LOST GIRLS, directed by filmmaker, producer and screenwriter Liz Garbus made from a true story of a mother who had the daughter disappeared in Long Island and, not complying with the inertia of the police authorities, sparked an investigation that led to the discovery of 12 corpses of prostitutes.

Mari Gilbert (impressive work by a purposely “unembellished” Amy Ryan) does not rest until she is unable to discover the whereabouts of the missing daughter and expose the barbarity of the crimes committed by a member of a gated community on Long Island who murdered 12 prostitutes during a period of 20 years. The criminal’s identity is still unknown, but he became known as the Long Island Serial Killer (LISK). Amy Ryan is a great actress who was nominated for an Oscar for her work on Ben Affleck‘s GONE BABY GONE. Here she does a work of impressive strength.

Another superb presence in the cast is the always great Gabriel Byrne, Irish actor from THE USUAL SUSPECTS, winner of the Golden Globe for his work on the HBO’s IN TREATMENT series. He lives with Police Officer Richard Dormer, on the eve of his retirement and torn between his colleagues’ conformity and inertia and his fascination with the desperate mother’s indignation.

New Zealanders Thomasin McKenzie (JOJO RABBIT), English Lola Kirke, New Yorker Oona Laurence, Dean Winters and Reed Birney complete the cast.

As is usual in films based on real events, LOST GIRLS is moving to show how a mother’s obsession (without any personal and / or economic condition) was opposed to all the forces that imposed the cover up of the facts, managing to expose a series of barbaric crimes that would remain unknown just because victims of poor girls and sex workers.

Justifiably praised at Sundance, LOST GIRLS very much deserves to be seen by the viewer interested in seeing an impressive episode in recent American criminal history.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.