KRZYSZTOF KIESLOWSKI: Outro Cineasta Polonês Maravilhoso

A Polônia legou ao mundo muitos cineastas de alta qualidade. Para citar apenas alguns deles, Andrzej Wajda, Agniezka Holland, Roman Polanski e Pawel Pavlowski. Um dos meus favoritos foi o precocemente falecido (aos 53 anos) Krzysztof Kieslowski.

Kieslowski foi o autor da trilogia das cores (da bandeira francesa), com os excelentes filmes A LIBERDADE É AZUL, com Juliette Binoche, A IGUALDADE É BRANCA, com Julie Delpy e A FRATERNIDADE É VERMELHA, com Irene Jacob. Só esta trilogia já bastaria para colocar seu nome na história do cinema.

Mas ele ainda fez muito mais. Vencedor do Urso de Prata de Berlim, do FIPRESCI em Cannes duas vezes, do SPIRIT e do GOYA, Kieslowski foi ainda o autor (ele normalmente escrevia os roteiros de seus próprios filmes) de A DUPLA VIDA DE VERÔNICA, outro trabalho memorável (e visualmente belíssimo) sobre duas mulheres idênticas (Irene Jacob excelente), uma vivendo em Paris e outra em Varsóvia, sem se conhecerem e com ligações emocionais fortes.

Mas, por incrível que pareça, acho seu trabalho de maior qualidade (e um tour de force inacreditável) a série da TV Polonesa DECÁLOGO, composta de 10 (obviamente) média metragens, cada um com o título e a história remetendo a um dos dez pecados capitais da religião católica. Uma obra prima do cinema pela realização, pela concepção e pela profundidade das reflexões que provoca. Vi os dez filmes em uma Mostra Internacional de São Paulo. O episódio NÃO AMARÁS é o melhor de todos, uma verdadeira obra prima do cinema polonês, estrelado pela atriz polonesa Grazyna Szapolowska.

Krzystof Kieslowski nasceu em um 27 de junho. Deixou muita saudade de seu cinema de altíssima qualidade.

Poland has given to the world many high quality filmmakers. To name just a few, Andrzej Wajda, Agniezka Holland, Roman Polanski and Pawel Pavlowski. One of my favorites was the early deceased (aged 53) Krzysztof Kieslowski.

Kieslowski was the author of the color trilogy (of French flag), with the excellent films BLUE, with Juliette Binoche, WHITE, with Julie Delpy and RED, with Irene Jacob. This trilogy alone would be enough to put your name in the history of cinema.

But he still did much more. Winner of the Berlin Silver Bear, FIPRESCI in Cannes twice, SPIRIT and GOYA, Kieslowski was also the author (he normally wrote the scripts for his own films) THE DOUBLE LIFE OF VERONIQUE, another memorable (and visually beautiful work ) about two identical women (Irene Jacob excellent), one living in Paris and the other in Warsaw, without knowing each other and with strong emotional connections.

But, incredible as it may seem, I find your work of the highest quality (and an unbelievable tour de force) the Polish TV series DECALOGUE, composed of 10 (obviously) medium-length films, each with the title and history referring to one of the ten deadly sins of the Catholic religion. A cinema masterpiece for its realization, design and the depth of the reflections it provokes. I saw the ten films at an International Exhibition in São Paulo. The episode A SHORT FILM ABOUT LOVE (Krótki film o milosci) is the best of all, a true masterpiece of Polish cinema, starring Polish actress Grazyna Szapolowska.

Krzystof Kieslowski was born on the 27th of June. We missed his high quality cinema a lot.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.