AMOR E VINHO

A CONVIDADA DE HOJE DO CINEMARCO É JAQUELINE MENEGHETTI, EMPRESÁRIA E PROPRIETÁRIA DO DIONISIA VINHO BAR.

Escolhi um filme que penso que de alguma forma mostra a transformação que o vinho pode fazer na vida de uma pessoa, e a importância que a bebida e tudo que gira em torno dela têm. Vinho é muito mais do que um líquido engarrafado.

No filme Um bom ano, um executivo workaholic do mercado financeiro inglês metido a conquistador – e bem mais arrogante do que o permitido – é surpreendido com uma herança e viaja à França. A herança é um chateau – uma linda casa, vinhedos e uma adega recheada…

Desembarca na Provence, um dos mais cultuados destinos do vinho no mundo. Lá, a viagem que ele faz é a um passado no qual foi muito feliz e que por diversos motivos deixou pelo caminho.

O filme é um convite a uma taça de vinho e a um bom papo. De uma forma lúdica e delicada, mostra a transformação do personagem a medida em que ele cada vez mais se envolve com o passado e com as descobertas que faz dele mesmo. E acompanhando tudo isso, o amor pelo vinho e pelas pessoas, muito presente no tio, que deixou a herança e junto com ela o vinhateiro que trata os vinhedos tão bem, que há décadas “canta” para as vinhas.

E quando chega a hora da decisão e da escolha de vida, quem resolve que caminho seguir não é mais a mesma pessoa do começo dessa história…

Uma frase do filme fica, e que cabe bem em diversos momentos da vida: “Terroir – aquilo que ajuda a determinar a qualidade do vinho, conjunto de solo, clima e trabalho – precisa mais que sol e chuva, precisa de harmonia e equilíbrio”.

Assim como a vida, sempre. Bom filme, e um brinde.

TODAY’S GUEST TO CINEMARCO IS JAQUELINE MENEGHETTI, ENTREPRENEUR AND OWNER OF DIONISIA WINE BAR.

I chose a film that I think that somehow shows the transformation that wine can make in a person’s life, and the importance that drinking and everything that revolves around it have. Wine is much more than a bottled liquid.

In the film A GOOD YEAR, a workaholic executive in the English financial market who is also a womanizer – and much more arrogant than allowed – is surprised by an inheritance and travels to France. The inheritance is a chateau – a beautiful house, vineyards and a full wine cellar …

Disembarked in Provence, one of the most cultured wine destinations in the world. There, the trip he takes is to a past in which he was very happy and which he left behind for various reasons.

The film is an invitation to a glass of wine and a good chat. In a playful and delicate way, it shows the transformation of the character as he becomes more and more involved with the past and with the discoveries he makes of himself. And accompanying all this, the love for wine and people, very present in his uncle, who left the inheritance and along with him the vintner who treats the vineyards so well, that for decades he “sings” for the vineyards.

And when it comes to decision and life choice, whoever decides which way to go is no longer the same person at the beginning of this story …

One phrase from the film remains, and it fits well at different moments in life: “Terroir – what helps to determine the quality of the wine, set of soil, climate and work – needs more than sun and rain, needs harmony and balance ”.

Just like life, always. Have a nice movie, and a toast.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.