O HOMEM QUE MATOU DOM QUIXOTE: Prepare-se Para Mais um Filme Louco, Belíssimo e Profundo de Terry Gilliam

Terry Gilliam é um cineasta americano (ele renunciou sua cidadania ianque) que teve uma produtiva parceira com a extraordinária turma do Monty Phyton, tendo feito os filmes EM BUSCA DO CÁLICE SAGRADO e O SENTIDO DA VIDA. Além disto fez filmes maravilhosos como O PESCADOR DE ILUSÕES e OS DOZE MACACOS. É dele um dos filmes com visual mais espetacular que já vi, cujo roteiro era para lá de enlouquecido: BRAZIL, O FILME.

Por tudo isto, quando me deparei na Amazon Prime Video com um filme dirigido por Terry Gilliam em 2018, intitulado O HOMEM QUE MATOU DOM QUIXOTE, não hesitei em mergulhar de cabeça. O filme é um delírio só. São cenas umas mais belas e deslumbrantes que as outras, contando uma história muito louca de um diretor de cinema que fica bloqueado ao filmar um comercial na Espanha e entre em uma viagem onde não se sabe o que é realidade e o que é delírio.

A base, é claro, é o personagem imortal do escritor espanhol Miguel de Cervantes Dom Quixote de la Mancha ( e seu companheiro Sancho Pança). Os dois ilustres personagens da literatura aparecem no filme que foi a tese do cineasta, no comercial que está sendo rodado e nos delírios (ou sonhos) do protagonista.

O ascendente ator americano Adam Driver (o Kylo Ren de STAR WARS) faz Toby o cineasta alucinado. Jonathan Pryce é o sapateiro maluco que pensa ser Dom Quixote. O espetacular elenco tem o sueco Stellan Skarsgard, a ucraniana Olga Kurylenko, a linda atriz portuguesa Joana Ribeiro e a americana Paloma Bloyd.

O filme é completamente enlouquecido, delirante, lisérgico e alucinógeno, fazendo se sucederem na tela cenas visualmente tão impactantes quanto belas, desconcertantes para o espectador que queira seguir uma história linear, que é tudo o que o filme não propõe.

As metáforas da literatura de Cervantes, como os “gigantes” (moinhos de vento) enfrentados por Dom quixote em defesa de sua Dulcinea têm releituras brilhantes por Terry Gilliam, um sujeito com um talento imenso para bolar filmes e cenas de uma beleza invulgar, de tirar o fôlego.

Gostei muito de ver O HOMEM QUE MATOU DOM QUIXOTE. É mais um filme ótimo do telentosíssimo Terry Gilliam.

Terry Gilliam is an American filmmaker (he renounced his Yankee citizenship) who had a productive partner with the extraordinary Monty Phyton gang, having made the films MONTY PYTHON AND THE HOLLY GRAIL and THE MEANING OF LIFE. In addition, he made wonderful films such as THE FISHER KING and THE TWELVE MONKEYS. It is one of the most spectacular-looking films I’ve ever seen, whose script was beyond crazy: BRAZIL, THE MOVIE.

For all this, when I came across Amazon Prime Video with a film directed by Terry Gilliam in 2018, entitled THE MAN WHO KILLED DON QUIXOTE, I didn’t hesitate to dive in. The film is just a ilusion. There are scenes that are more beautiful and dazzling than the others, telling a very crazy story of a film director who gets blocked when shooting a commercial in Spain and goes on a journey where it is not known what is reality and what is delusion.

The basis, of course, is the immortal character of the Spanish writer Miguel de Cervantes, Don Quixote de la Mancha (and his companion Sancho Panza). The two illustrious characters of literature appear in the film that was the filmmaker’s thesis, in the commercial being shot and in the protagonist’s delusions (or dreams).

Rising American actor Adam Driver (Kylo Ren from STAR WARS) makes Toby the hallucinated filmmaker. Jonathan Pryce is the crazy shoemaker who thinks he’s Don Quixote. The spectacular cast has the Swedish Stellan Skarsgard, the Ukrainian Olga Kurylenko, the beautiful Portuguese actress Joana Ribeiro and the American Paloma Bloyd.

The film is completely crazy, delirious, lysergic and hallucinogenic, making scenes succeed on the screen visually as impactful as they are beautiful, disconcerting for the viewer who wants to follow a linear story, which is everything that the film does not propose.

The metaphors of Cervantes’ literature, such as the “giants” (windmills) faced by Don Quixote in defense of his Dulcinea, have brilliant reinterpretations by Terry Gilliam, a guy with an immense talent for creating films and scenes of beauty unusual, breathtaking.

I really enjoyed seeing THE MAN WHO KILLED DON QUIXOTE. It’s another great film by the very talented Terry Gilliam.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.