5 É O NÚMERO PERFEITO: Thriller Italiano Nota Dez é Uma Viagem ao Cinema e Seus Ícones

O site de streaming BELAS ARTES À LA CARTE está exibindo o thriller italiano 5 É O NÚMERO PERFEITO, de 2019, baseado nas histórias em quadrinhos de Igor Tuveri, também roteirista e diretor do filme. Igort, seu nickname nos créditos, fez um filme maravilhoso, daquele que dá fé em um renascimento do cinema italiano atual.

Toni Servillo (o Ricardo Darin italiano pois parece estar em todos os filmes) faz o assassino profissional napolitano Peppino Lo Cicero, que narra o que lhe aconteceu quando ao final da vida vê seu filho (também um matador profissional) ser morto por um mágico que se veste como Elvis Presley. A busca da vingança expõe Peppino e seus amigos à violência de uma Nápoles dominada por gângsters.

A quantidade de citações cinematográficas de 5 IS THE PERFECT NUMBER é impressionante. Apenas para citar algumas, o nariz prostético de Servillo é o de Jean Gabin nos trhillers europeus clássicos. Em uma cena há um rufião vestido exatamente igual ao personagem de Harvey Keitel em TAXI DRIVER. As seguidas citações a filmes orientais remete diretamente ao cinema de Quentin Tarantino, que também inspira os tiroteiros em câmera lenta e a trilha sonora típica de spaghetti westrens. É uma delícia visual e sensorial para o cinéfilo ir identificando os fragmentos de memória do cineasta transpostos à tela.

Formalmente 5 È IL NUMERO PERFETTO é impecável. Há entretítulos criativos, tela dividida, extraordinário uso da iluminação, cenas de chuva lindas e passagens de cena altamente imaginativas.

Valeria Golino, Carlo Buccirosso, Iaia Forte, Lorenzo Lancellotti e Mimo Borrelli fazem um elenco de alto nível.

Há muitas frases ótimas no roteiro de Tuveri. Em uma delas, Peppino diz a um admirador de HQs que o filho dele assassinado gostava muito de histórias em quadrinhos. Ao que o interlocutor responde: “Mas Nino gostava de quadrinhos americanos. São sobre mocinhos. Os realmente bons são os italianos. Os heróis são bandidos.” Maravilhoso.

A cena do clímax da narrativa , no alto de um prédio, com o luminoso do Campari ao fundo, é digna de antologia. Um duelo do western na Nápoles de Hoje.

5 IS THE PERFECT NUMBER é mais um filme recente italiano de excelência. Denso, tenso, bem escrito, magnificamente filmado, interpretado com perfeição. O cinema da Bota está em alra. Outra Vez.

The streaming site BELAS ARTES À LA CARTE is showing the 2019 Italian thriller 5 IS THE PERFECT NUMBER, based on the comics by Igor Tuveri, also a screenwriter and director of the film. Igort, his nickname in the credits, made a wonderful film, one that gives faith to a renaissance in Italian cinema today.

Toni Servillo (the Italian Ricardo Darin because he seems to be in all the films) plays the professional Neapolitan killer Peppino Lo Cicero, who narrates what happened to him when at the end of his life he sees his son (also a professional killer) being killed by a magician who dresses like Elvis Presley. The quest for revenge exposes Peppino and his friends to the violence of a gangster-dominated Naples.

The amount of cinematic quotes from 5 IS THE PERFECT NUMBER is impressive. Just to name a few, Servillo’s prosthetic nose is that of Jean Gabin in classic European trhillers. In one scene there is a ruffian dressed exactly like the character of Harvey Keitel in TAXI DRIVER. The following citations to oriental films refer directly to Quentin Tarantino‘s cinema, which also inspires the shooters in slow motion and the typical soundtrack of spaghetti westrens. It is a visual and sensory delight for the cinematographer to identify the fragments of the filmmaker’s memory transposed to the screen.

Formally 5 È IL NUMERO PERFETTO is impeccable. There are creative intertitles, split screen, extraordinary use of lighting, beautiful rain scenes and highly imaginative passages.

Valeria Golino, Carlo Buccirosso, Iaia Forte, Lorenzo Lancellotti and Mimo Borrelli make a high level cast.

There are many great phrases in Tuveri’s script. In one, Peppino tells a comic book admirer that his murdered son was very fond of comic books. To which the interlocutor replies: “But Nino liked American comics. They are about good guys. The really good ones are the Italians. The heroes are bandits.” Wonderful.

The scene of the narrative’s climax, at the top of a building, with the Campari light in the background, is worthy of an anthology. A western duel in Today’s Naples.

5 IS THE PERFECT NUMBER is another recent Italian film of excellence. Dense, tense, well written, magnificently filmed, interpreted to perfection. ITALIAN cinema is at home. Again.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.