NAGISA ÔSHIMA: Um Mestre Japonês Atrás das Câmeras

O cineasta japonês Nagisa Ôshima faria 89 anos hoje. Morreu em 2013.

Realizador de 41 filmes, inscreveu seu nome na história do cinema.

O Prêmio de Melhor Diretor no Festival da Cannes, em 1978, por sua obra O IMPÉRIO DA PAIXÃO (AI NO BOREI) marcou o reconhecimento internacional da comunidade cinematográfica.

Mas seu currículo traz muitos filmes importantes, como O TÚMULO DO SOL (Taiyô no Hakaba) e O GAROTO TOSHIO (Shônen).

Em 1975, sua obra prima O IMPÉRIO DOS SENTIDOS abalou o mundo sendo um fenômeno como o primeiro filme autoral a ter cenas reais de sexo explícito entre os atores. Sucesso de público e crítica, marcou época onde passou. Em Porto Alegre, ficou mais de um ano em cartaz no Cine Avenida (na esquina da Avenida João Pessoa com a Venâncio Aires). Embora seja mais lembrado pelas cenas explícitas, O IMPÉRIO DOS SENTIDOS é um belíssimo filme, um verdadeiro tratado sobre Eros e Tanathos.

Também gosto muito de um dos últimos filmes de Ôshima, MERRY CHRISTMAS, MR. LAURENCE (FURYO), uma drama de guerra passado em um campo de concentração japonês, estrelado por David Bowie, Ryuichi Sakamoto (um músico extraordinário), o legendário Takeshi Kitano e Tom Conti.

O Clube de Cinema de Porto Alegre certa vez trouxe 12 filmes do início da carreira de Nagisa Ôshima para exibição em Porto Alegre. A mostra realizada no Auditório Dante Barone, da Assembléia Legislativa do RS foi um grande sucesso, embora algumas cópias sequer tivessem legendas.

Ôshima fazia um cinema diferente, poderoso e cheio de ideias. Ninguém saia indiferente de um filme que ele assinava.

Japanese filmmaker Nagisa Ôshima would turn 89 today. He died in 2013.

Director of 41 films, he inscribed his name in the history of cinema.

The Award for Best Director at the Cannes Festival, in 1978, for his work EMPIRE OF PASSION (AI NO BOREI) marked the international recognition of the cinematographic community.

But his resume includes many important films, such as GRAVE OF THE SUN (Taiyô no Hakaba) and BOY (Shônen).

In 1975, his masterpiece EMPIRE OF THE SENSES (AI NO KORIDA) rocked the world, being a phenomenon like the first authorial film to have real scenes of explicit sex between the actors. Public and critical success, marked the era where it was shown. In Porto Alegre, the picture was exhibited for more than a year playing at Cine Avenida (on the corner of Avenida João Pessoa and Venâncio Aires). Although it is best remembered for the explicit scenes, EMPIRE OF THE SENSES is a beautiful film, a true masterwork on Eros and Tanathos.

I also really like one of Ôshima’s last films, MERRY CHRISTMAS, MR. LAURENCE (FURYO), a war drama set in a Japanese concentration camp, starring David Bowie, Ryuichi Sakamoto (an extraordinary musician), the legendary Takeshi Kitano and Tom Conti.

The Clube de Cinema de Porto Alegre once brought 12 films from the beginning of Nagisa Ôshima’s career to be shown in Porto Alegre. The show held in the Auditorium Dante Barone, of the Legislative Assembly of RS was a great success, although some copies did not even have subtitles.

Ôshima made a different cinema, powerful and full of ideas. No one would leave indifferent from a film he signed.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.