FILHA DA LEI: O Final da Série Policial Portuguesa

Meses atrás eu escrevi aqui sobre a série portuguesa FILHA DA LEI, disponível no app MHZ CHOICE, um interessante canal da Amazon Prime para se assistir filmes e séries de diversos países europeus.

FILHA DA LEI é uma série de 20 capítulos (achei a duração muito exagerada) que traz uma trama policial, meio em tom de novela de televisão. São muitas as cenas em que a trilha sonora toma o protagonismo, os closes faciais dos personagens que se revela ago bombástico e o final de cada capítulo com uma revelação supostamente surpreendente.

A Inspetora Isabel Garcia (a atriz portuguesa Anabela Moreira) é a encarregada de caçar um serial killer que mata jovens meninas nos arredores da cidade e as deixa em cenários montados por ele, como se fosse um cena teatral.

A trama não tem nenhuma novidade, mas confesso que achei muito interessante ver – pelo ponto de vista de pessoas ligadas ao cinema português – a batia história do serial killer.

Ontem retornei ao MHZ para ver os capítulos finais da trama.

Há dois destaques: o roteiro não hesita em ousar, seja sacrificando personagens principais, seja mostrando cenas visualmente ousadas, em sexo, drogas e violência. Produção de primeira linha, bem filmada e editada, a série prende a atenção do espectador com facilidade. Igualmente não se vexa em abordar temas do momento como diversidade, inclusão e corrupção em círculos de poder.

Apesar da duração demasiada, ver FILHA DA LEI foi uma boa experiência de entretenimento. Verei outras séries de Portugal.

Months ago I wrote here about the Portuguese series DAUGHTER OF THE LAW (FILHA DA LEI), available on the MHZ CHOICE app, an interesting Amazon Prime channel to watch movies and series from several European countries.

FILHA DA LEI is a series of 20 chapters (I thought the length was too exaggerated) that features a police plot, half in the tone of a television soap opera. There are many scenes in which the soundtrack takes center stage, the facial close-ups of the characters that reveal themselves to be bombastic and the end of each chapter with a supposedly surprising revelation.

Inspector Isabel Garcia (Portuguese actress Anabela Moreira) is in charge of hunting down a serial killer who kills young girls on the outskirts of the city and leaves them in sets set up by him, as if it were a theatrical scene.

The plot is nothing new, but I confess that I found it very interesting to see – from the point of view of people connected to Portuguese cinema – the story of the serial killer.

Yesterday I returned to MHZ to see the final chapters of the plot.

There are two highlights: the script doesn’t hesitate to dare, whether sacrificing main characters or showing visually daring scenes, in sex, drugs and violence. A top-notch production, well shot and edited, the series catches the viewer’s attention with ease. Equally, it is not embarrassed to address current issues such as diversity, inclusion and corruption in power circles.

Despite the long duration, watching DAUGHTER OF THE LAW was a good entertainment experience. I’ll see other series from Portugal.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.