LICENÇA PARA MATAR: Timothy Dalton Faz um James Bond Vingativo

Acho que o filme LICENÇA PARA MATAR, que o cineasta John Glen rodou em 1989, tendo Timothy Dalton como James Bond é (injustamente) um dos menos lembrados entre os 25 filmes de 007.

Revi o filme ontem e ele tem muita coisa boa. A começar pela música de Gladys Knight e os créditos de Maurice Binder.

Acho Dalton um 007 subvalorizado. É um bom ator. Seus dois trabalhos como 007 foram bem competentes, embora sem brilho.

Gosto muito do elenco do filme. As duas Bondgirls são lindíssimas. Carey Lowell (a Sra. Richard Gere na vida real) estava fulgurantemente linda como a piloto da CIA Pam Bouvier. Talisa Soto (Miss México, vista em DON JUAN DE MARCO) é uma fascinante mulher latina cheia de curvas.

E ainda tem o excelente Benício del Toro, bem jovem, como um dos assassinos do vilão Sanchez (Robert Davi perfeito como o mega traficante).

Apesar do tema pesado (a vingança pelo assassinato brutal da esposa de Felix Leiter e sua mutilação), o filme de Glen se dá ao luxo de explorar com certo humor alguns temas divertidos: a república de bananas onde Sanchez faz seus negócios, as religiões dedicadas a ganhar dinheiro com a fé das pessoas, líderes religiosos sexistas e gananciosos, corrupção nas altas esferas e por aí vai.

Claro que a aventura de 007 toma corpo e as perseguições, tiroteios e explosões são os protagonistas.

Visto hoje, 32 anos depois que foi feito, LICENCE TO KILL mostra como 007 se modificou. Para melhor.

I think the film LICENCE TO KILL, which filmmaker John Glen shot in 1989, with Timothy Dalton as James Bond, is (unfairly) one of the least remembered among the 25 Bond films.

I reviewed the movie yesterday and it has a lot of good stuff. Starting with music by Gladys Knight and credits by Maurice Binder.

I think Dalton is an undervalued 007. He is a good actor. His two works as 007 were quite competent, albeit lackluster.

I really like the cast in the movie. The two Bondgirls are astonishing beautiful. Carey Lowell (Mrs. Richard Gere in real life) looked dazzlingly beautiful as CIA pilot Pam Bouvier. Talisa Soto (Miss Mexico, seen in DON JUAN DE MARCO) is a fascinating, curvy Latin woman.

And there’s the excellent Benício del Toro, very young, as one of the assassins of the villain Sanchez (Robert Davi perfect as the mega drug dealer).

Despite the heavy theme (revenge for the brutal murder of Felix Leiter’s wife and his mutilation), Glen’s film has the luxury of humorously exploring some fun themes: the banana republic where Sanchez does his business, religions dedicated to making money from people’s faith, sexist and greedy religious leaders, corruption at the top and so on.

Of course, the 007 adventure takes shape and chases, shootings and explosions are the main characters.

Viewed today, 32 years after it was made, LICENCE TO KILL shows how 007 has changed. For the better.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.