ESCOLA BASE: Mea Culpa Corajosa em Documentário Importante na Globoplay

O maior erro da história da imprensa brasileira (estudado internacionalmente) é o caso da Escola Base, de São Paulo. Motivado pelas denúncias de duas mães segundo as quais seus filhos de 4 anos tinham sofrido abusos sexuais e participado de filmes pornográficos na escolinha de bairro que frequentavam, um Delegado espetacularizou o fato, motivando uma cobertura massiva de imprensa que resultou no linchamento moral dos donos da Escola Base.

Meses depois, vidas acabadas, se vê que nada era verdade, não existia uma só foto ou vídeo das alegadas filmagens, o Delegado foi afastado, nunca as crianças sofreram qualquer abuso e tudo tinha sido um colossal erro coletivo.

Agora, vinte e poucos anos depois, o repórter Valmir Salaro (jornalista investigativo da Rede Globo) revisita o caso, fazendo um “mea culpa” corajoso e contundente.

Acho que a parte formal do documentário podia ser mais dinâmica e bem acabada. Mas o poder da história está ali intocado e violento.

Como pôde ocorrer tamanho absurdo? Como uma mentira ganhou as manchetes dos principais veículos de imprensa do País? Como a vida daquelas pessoas foi “cancelada”para usar um termo da moda?

Para quem acha que as “fake news” são uma consequência maléfica das redes sociais, ESCOLA BASE é um documentário essencial.

É duro de ver, mas obrigatório.

The biggest mistake in the history of the Brazilian press (studied internationally) is the case of Escola Base, in São Paulo. Motivated by the complaints of two mothers that their 4-year-old children had been sexually abused and participated in pornographic films at the neighborhood school they attended, a Delegate made the event spectacular, motivating massive press coverage that resulted in the moral lynching of the owners of the School.

Months later, lives ended, it turns out that nothing was true, there was not a single photo or video of the alleged footage, the cop was removed. the children had never suffered any abuse and it had all been a colossal collective mistake.

Now, twenty years later, reporter Valmir Salaro (an investigative journalist for Rede Globo) revisits the case, making a bold and blunt “mea culpa”.

I think the formal part of the documentary could be more dynamic and well finished. But the power of history is there untouched and violent.

How could such an absurdity occur? How did a lie make the headlines of the country’s main press vehicles? How were those people’s lives “canceled” to use a modern word?

For those who think that “fake news” is an evil consequence of social networks, ESCOLA BASE is an essential documentary.

It’s hard to watch, but mandatory.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.