GASLIT: As Entranhas da Política e Seus Descaminhos

WATERGATE é um episódio marcante da história americana. A Presidência dos Estados Unidos ter concebido e executado um plano (mabembe e cheio de falhas) para espionar a sede do Partido Democrata no Edifício Watergate é absolutamente vreal e inacreditável. Ou não?

GASLIT, série produzida pela STARZ e apresentada no STAR+ é um trabalho primoroso.

É Watergate autopsiado sem meias palavras. Mas com o charme de uma sátira demolidora. Eu tinha visto o primeiro capítulo e neste final de semana pude ver toda série. É excelente.

A iniciar pelo elenco soberbo. Julia Roberts faz uma Martha Mitchel antológica. Sean Penn está perfeito como o todo poderoso secretário de Nixon. Todos os atores e atrizes estão impecáveis.

Há inúmeras citações de filme na série. A iniciar pelo título GASLIT, do clássico Hitchocockiano. O cinéfilo vai se deliciar a cada citação muito bem inserida na história.

Fica a história de Martha (“Martha tinha razão”) e a lição de que mesmo numa democracia consolidada há malucos pensando em complôs e golpes.

GASLIT merece ser visto e refletido.

WATERGATE is a landmark episode in American history.

The Presidency of the United States devising and executing a plan (mistaken and full of flaws) to spy on the Democratic Party headquarters in the Watergate Building is absolutely unreal and unbelievable. Or not?

GASLIT, a series produced by STARZ and presented at STAR+ is an exquisite work.

It’s Watergate autopsied without mincing words. But with the charm of a devastating satire.

I had seen the first chapter and this weekend I got to see the whole series.

It is excellent.

Starting with the superb cast. Julia Roberts plays an anthological Martha Mitchel. Sean Penn is perfect as Nixon’s all-powerful secretary. All actors and actresses are flawless.

There are numerous movie quotes in the series. Starting with the title GASLIT, from the Hitchocockian classic. The cinephile will be delighted with each quotation very well inserted in the story.

Here’s Martha’s story (“Martha was right”) and the lesson that even in a consolidated democracy there are crazy people thinking about plots and coups.

GASLIT deserves to be seen and reflected on.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s