TUDO EM TODO LUGAR AO MESMO TEMPO: Originalidade, Yeoh e Curtis Asseguram Lugar nos Melhores de 2022

TUDO EM TODO LUGAR AO MESMO TEMPO, filme dirigido Dan Kwan e Daniel Scheinert é o filme mais original deste ano. A produção da estimada A24 conquistou lugar em quase todas as listas de melhores filmes do ano e, não à toa, o maior número de indicações ao Oscar 2023.

Nas suas duas horas e dezenove minutos, temos um show de criatividade. Uma família que possui um lavanderia é chamada a dar explicações a uma irascível fiscal do Imposto de Renda. A situação já complicada por si mesmo, tem uma grande virada quando o mardio explica à esposa que este é apenas um dos mundos paralelos que eles vivem.

A partir daí, nada segue qualquer padrão.

Michelle Yeoh dá um show como uma centena de Evelyn Wangs, as donas da lavanderia em maus lençóis com o FISCO. Key Huy Kwan (que já foi o “shortie”de INDIANA JONES E O TEMPLO DA PERDIÇÃO) é o marido Waymond Wang, também em suas múltiplas versões.

Na minha opinião, apesar dos magníficos trabalhos dos dois, é Jamie Lee Curtis, como a fiscal de Imposto de Renda mais real da história do cinema – e ao mesmo tempo a mais fantasiosa também – que dá um verdadeiro espetáculo. Ela está magnífica.

Não sei se o espectador deve tentar seguir a história – em seus múltiplos universos – ou somente se divertir com uma sequência de cenas absolutamente hilárias e enlouquecidas que o roteiro apresenta.

Há desde cenas de um viuaul estonteante – como a do cinema – até cenas pastelão muito engraçadas, dos figurinos ao seu desenlace.

Não sei ainda se acho TUDO EM TODO LUGAR AO MESMO TEMPOo melhor filme de 2022. Mas certamente é um dos mais criativos e originais.

Merece os louros que vem recebendo.

EVERYTHING EVERYWHERE ALL AT ONCE, directed by Dan Kwan and Daniel Scheinert, is this year’s most original film.

The production of the esteemed A24 won a place in almost all the lists of the best films of the year and, not by chance, the largest number of nominations for the Oscar 2023.

In its two hours and nineteen minutes, we have a show of creativity.

A family that owns a laundry is called upon to explain to an irascible Income Tax inspector.

The already complicated situation takes a big turn when the husband explains to his wife that this is just one of the parallel worlds they live in.

From there on, nothing follows any pattern.

Michelle Yeoh puts on a show like a hundred Evelyn Wangs, the laundry owners in hot water with the FISCO. Key Huy Kwan (who was once the “shortie” of INDIANA JONES AND THE TEMPLE OF DOOM) is her husband Waymond Wang, also in his multiple versions.

In my opinion, despite the magnificent works of the two, it is Jamie Lee Curtis, as the most real Income Tax inspector in the history of cinema – and at the same time the most fanciful one too – who gives a real show. She looks magnificent.

I don’t know if the viewer should try to follow the story – in its multiple universes – or just have fun with a sequence of absolutely hilarious and crazy scenes that the script presents.

There are scenes of a dizzying visual – like the one in the movie theatre – to very funny slapstick scenes, from the costumes to the ending.

I still don’t know if I think EVERYTHING IN EVERY PLACE ALL AT ONCE is the best film of 2022.

But it’s certainly one of the most creative and original.

It deserves the laurels it has been receiving.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s