Não sou muito fã de filmes que lidam com humor negro. Acho que rir da desgraça do mundo e das pessoas fica muito perto do limite da vulgaridade. Mas sou forçado a reconhecer que tem gente que sabe fazer isto com talento.

Eu tinha recebido uma recomendação sobre JÁ NÃO ME SINTO EM CASA NESTE MUNDO,  produção independente que ganhou lançamento na NETFLIX.

O primeiro filme do cineasta Macon Blair vai conquistando o espectador aos poucos, vendo as misérias sucessivas na vida da assistente de enfermagem Ruth (a ótima Melanie Lynskey, de AMOR SEM ESCALAS).

Um dia assaltam a casa dela e o descaso das autoridades faz com que ela vá à luta, auxiliada por um vizinho maluco, metido a ninja, vivido por Elijah Wood, o ex-Frodo de O SENHOR DOS ANÉIS.

Há situações um pouco too much no filme, mas, via de regra, achei que JÁ NÃO ME SINTO EM CASA NESTE MUNDO consegue dar seu recado bem direitinho para um filme sem grandes pretensões.

Vamos convir que o título, ao menos, é um tesouro.

 

I’m not much of a fan of movies dealing with black humor. I think that laugh of the misery of the world and of the people is very close to the limit of vulgarity. But I’m forced to acknowledge that there are people who can do this with talent.

I had received a recommendation on I DON’T FEEL AT HOME IN THIS WORLD ANYMORE, independent production that gained release on NETFLIX.

The first film by filmmaker Macon Blair gradually conquering the viewer, seeing the successive miseries in the life of nursing assistant Ruth (the great Melanie Lynskey, UP IN THE AIR).

One day they attack her house and the authorities’ negligence causes her to go to the fight, aided by a crazy neighbor, ninja, lived by Elijah Wood, the former Frodo of THE LORD OF THE RINGS.

There are situations a bit too much in the movie, but as a rule, I found that I DON’T FEEL AT HOME IN THIS WORLD ANYMORE  can give it’s message very well for a movie without great pretensions.

Let’s agree that the title, at least, is a jewel.