VELOZES E FURIOSOS: HOBBS & SHAW – Carros, Motos, Lindas Mulheres, Pancadaria e Perseguições.

O primeiro filme spinoff da franquia VELOZES E FURIOSOS é tudo o que se poderia esperar dele: uma história megalomaníaca meio sem sentido, muitos carros fantásticos andando em alta velocidade, cenas de perseguições sem fim, tiroteiros, pancadaria generalizadas, mulheres lindas (algumas exercendo poder e outras apenas desfilando), um vilão futurista que quer conquistar o mundo e momentos filosóficos rasos, tipo almanaque Capivarol.

Obviamente, tudo isto vem embalado para presente, com efeitos especiais e trucagens digitais de primeira linha. A ação viaja por cenários deslumbrantes (Samoa é o cenário da batalha final) de Londres e Moscou. O diretor do filme é o ex-dublê David Leitch, que vem se especializando no filme pancadaria: JOHN WICK e ATÔMICA.

O trio central de atores tem Jason Stratham e Don Johnson apenas preocupados em distribuir pancadas e exibir seus dotes de lutadores. O interessante é o que o vilão é feito pelo ótimo Idris Elba, aqui bem caricato, tentando dar seriedade ao personagem com frases deslocadas sobre os impactos da tecnologia e o futuro da humanidade.

As meninas são Vanessa Kirby (atriz de cinema e teatro inglesa que fez a Princesa Margaret na série da NETFLIX, THE CROWN) e a lindíssima atriz e cantora mexicana Eiza Gonzalez (vista em BABY DRIVER – EM RITMO DE FUGA e BEM-VINDOS A MARWEN). As duas tem papeis destacados no fraco enredo, mas certamente renderiam melhor em um filme mais elaborado.

HOBBS & SHAW como facilmente se poderia prever é ruim(na falta de imaginação da história) e bom (como filme de ação) ao mesmo tempo.

The first spinoff movie from the Fast and the Furious franchise is all that we could expect of it: a megalomaniac story, lots of fantastic speeding cars, endless chase scenes, gunfire, widespread beating, beautiful women (some wielding power and others just parading), a futuristic villain who wants to conquer the world and shallow philosophical moments, like Capivarol almanac.

Of course, all of this is gift-packed, with special effects and first-rate digital trickery. The action travels through stunning scenery (Samoa is the final battle scene) of London and Moscow. The director is former stunt David Leicht, form JOHN WICK and ATHOMIC BLONDE.

The central trio of actors have Jason Stratham and Dwayne Johnson only concerned with handing out blows and showing off their fighting skills. The interesting thing is that the villain is made by the great Idris Elba, here very bad, trying to give seriousness to the character with misplaced phrases about the impacts of technology and the future of humanity.

The girls are Vanessa Kirby (English movie and theater actress who played Princess Margaret on the NETFLIX series THE CROWN) and beautiful Mexican actress and singer Eiza Gonzalez (seen in BABY DRIVER and WELCOME TO MARWEN). Both have prominent roles in the weak plot, but they would certainly yield better in a more elaborate movie.

HOBBS & SHAW as could easily be predicted is bad (in the absence of story imagination) and good (as an action movie) at the same time.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s