O LIMITE: Drama Irlandês é Lento, Muito Lento. Mas Bem Feito.

O LIMITE – disponível na Amazon Prime Brasileira – é um filme irlandês bem estranho. O trabalho de estreia do cineasta irlandês Allan Mulligan, um ex-banqueiro que virou cineasta e vem sendo reconhecido como uma das principais obras da cinematografia de seu País.

THE LIMIT OF narra a história de um jovem banqueiro de sucesso Laurence O’Fuarain (James Allen) que mora sozinho em Dublin (belissimamente fotografada) e tem sua vida sacudida por uma tragédia familiar. Este fato desperta nele as memórias ocultas de sua infância onde ocorreu um crime que lhe marcou para toda a vida. Laurence está envolvido com uma bela colega de banco, a jovem Alison (Sarah Carroll, atriz irlandesa premiada), com quem vai ter uma história bizarra de amor e submissão.

Se há uma palavra para definir a narrativa de THE LIMIT OF é lentidão. Acontece muito pouca coisa em cena. Os diálogos são poucos e muito econômicos. Os planos são longos e repetidos. Mulligan não está interessado em ação, mas em sentimentos profundos de cada personagem.

Os temas principais do filme são o desejo, as memórias e a ambição. Os personagens são enigmáticos e misteriosos. Fica muito difícil prever seus próximos atos.

THE LIMIT OF é um drama muito bem feito dentro de sua proposta. Não é um filme fácil ou agradável de se ver, principalmente por seu ritmo extremamente lento. Mas tem muitos aspectos positivos, como a tensão (e sensualidade) do relacionamento entre Laurence e Alison.

Indicao para quem gosta de experimentar filmes, cinematografias e narrativas incomuns.

THE LIMIT OF – available on Brazilian Amazon Prime – is a very strange Irish film. The debut work of Irish filmmaker Allan Mulligan, a former banker who became a filmmaker, has been recognized as one of the main works of cinema in his country.

THE LIMIT OF tells the story of a successful young banker Laurence O’Fuarain (James Allen) who lives alone in Dublin (beautifully photographed) and has his life shaken by a family tragedy. This fact awakens in him the hidden memories of his childhood where a crime occurred that marked him for life. Laurence is involved with a beautiful bank colleague, young Alison (Sarah Carroll, award-winning Irish actress), with whom she will have a bizarre story of love, desire and submission.

If there is a word to define the narrative of THE LIMIT OF it is slowness. Very little happens on the scene. Dialogues are few and very economical. The plans are long and repeated. Mulligan is not interested in action, but in each character’s deep feelings.

The main themes of the film are desire, memories and ambition. The characters are enigmatic and mysterious. It is very difficult to predict your next actions.

THE LIMIT OF is a drama very well done within its proposal. It is not an easy or pleasant movie to watch, mainly because of its extremely slow pace. But it has many positive aspects, like the tension (and sensuality) of the relationship between Laurence and Alison.

Indication for those who like to experience unusual films, cinematographies and narratives.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.